terça-feira, 21 de outubro de 2014

O LADO ESPIRITUAL


O ser humano ainda não saiu da ingnorância Espiritual e de sua CASCA! 
Eu percebo que quanto mais eu e ajudo amigos ou pessoas que perderam a esperança na vida, mais LUZ se abre no caminho!

A mente Espiritual se dilata e vc acaba vendo a realidade dentro de cada pessoa, os anseios, medos, dúvidas, dívidas e carências.

As vêzes uma simples palavra pode evitar um SUICÍDIO.

Somos pessoas de carne e osso encarnadas neste mundo dimensional. Em essência o ser humano é de todo igual.

A mesma dor que me aflige, atinge o próximo em igual intensidade!

Portanto faz-se necessário entender o outro mesmo na contenda, porque mais tarde aquele que hoje ignora poderá estar lado-à-lado na mesma jornada.

Os sistemas POLITICOS de vida e o poder secular deste mundo temporal desprezam isso! é o esfriamento do Amor e a derrota dos bons costumes com a fatídica inversão de valores!

Muitos esquecem ou nem sabem que estamos aqui de passagem e vamos reencarnar infinitas vêzes o quanto for necessário para o nosso aprimoramento!
Bem vindo ao Plano TERRA - Planeta Escola - plano de provas e expiações!!! desterro de dor e aprendizado!!!

E prestem bem atenção: "quem não vai pelo Amor vai pela dor" - e assim tem sido!

Portanto vamos guardar nosso coração em Paz perante todas as coisas - os bons e mansos de coração herdarão a Terra.

Um plano de vida bem melhor numa outra dimensão certamente nos aguarda!!!

PAZ e LUZ: Tulio - http://www.tuliofuzato.com.br/

QUEM É TULIO???


Meu nome é Tulio Fuzato e alguns me conhecem como o baterista amputado. 57 anos (2014).
Eu sou casado com a Paulistana Lia Campos e tenho 2 filhos de um outro casamento + 4 entiados! AFF, rsrsrs ....
Sou oriundo do universo da Publicidade e Marketing, tendo a Música como uma segunda profissão.
Venho de uma Familia Musical: meu avô Tulio sanfoneiro de bailes em São João Del Rey MG - meu Pai violonista de seresta - minha mãe cantora!
eu aprendí violão com meu Pai e hoje além da bateria eu tenho contrabaixo, guitarra e teclados no meu studio pra distrair a cuca e criar meus temas!
Meu primeiro contato com a bateria foi em 1967 aos 10 anos numa festa de escola com uma banda de garotos. Pra contar vantagem, eu pirralho no meio dos adolescentes disse que tocava bateria; então depois do primeiro intervalo o cara da batera me passou um par de baquetase disse: si vira amigo, tu num é baterista? (RISOS). E eu atônito toquei  - "I cant get no" -  dos STONES sem num nunca ter sentado numa bateria.
Dalí pra frente este instrumento passou à ser a minha PAIXÃO!
Em 2003 beirando os 47 anos eu me ví numa situação nunca antes imaginada.
Desempregado! estressado, alucinado, separado, contas pra pagar e com DEPRESSÃO. Fui à um médico que me receitou "calmantes", mas eu inadvertidamente, consumía ALCOOL e num daqueles Dias Lá fui eu chapado pra Rua procurar um trampo de Free-Lancer.
Tive um mal súbito e caí desmaiado numa plataforma de ma estação do METRÔ do Rio de Janeiro.
Foi o maior FILME de TERROR já visto por mim! Tive as duas pernas esmagadas por amputação traumática!
Após 8 meses internados eu finalmente conseguí ter alta e fui encaminhado para a ABBR onde me tornei um paciente expoente pelo meu bom humor e capacidade de querer encarar os desafios - (QUANDO ESTAMOS MOTIVADOS PODEMOS IR AO INFINITO) - Depois de algum tempo eu ja estava protetizado com uma "pernoca" do SUS e podia andar pequenos trechos.
Voltei a trabalhar montando um "home-office" com Lia e amigos inconformados me levaram num show "supresa" em que o baterista seria eu!
Naquela altura dos acontecimentos eu não tinha a menor noção de como tocar bateria acionando os pedais com o peso relativo da perna mecanica.
De certo modo foi mais uma homenagem de vida e garra do que um show. Porém, logo depois disso eu voltei aos treinos e já se passaram 10 anos.
Hoje eu domino e toco perfeiamente sem problemas com apenas um pedal de Bumbo adaptado e nada mais!
De 2003 pra cá muita água já rolou e foram muitos episódios muitos acontecimentos alguns enraçados, hilários e outros nem tanto.
Certo dia na ABBR eu resoví surtar devido à uma condição contraria à minha vontade. Foi quando me ví lamentando sobre o meu estado Físico, minha vida e o que seria??? Foi quando entrou um negro muito jovem cego, amputado das duas pernas e tocando a cadeira de rodas com apenas um dos braços pois o outro estava radicalmente amputado - este rapaz sorria e falava coisas maravilhosas! Daquele dia em diante e resolví nunca mais reclamar e me tornei um ativista das causas dos Def. Físicos (P.C.D.) . Tive a oportunidade áurea de me superar e re-erguer aqueles outros tão sofridos que estavam comigo no mesmo barco!
Toquei na festa de final de ano da ABBR em 2007 causando muito impacto com a Banda do batera "perneta" (RISOS).
Gravei um CD intitulado PLANETA LOUCURA e está tudo registrado no meu canal de youTube basta digitar Tulio Fuzato na barra do Google.
Em 2009 eu me habilitei novamente com um carro adaptado e tive a felicidade de levar quase 1.000 pessoas pra Rua no Show do Velho Vinil na Banca do Blues no centrão do Rio de Janeiro.
Em 2013 conhecí a Equipe do espaço ideal eventos e foi criado o projeto SUPERA-ROCK que são palestras motivacionais + pocket-show voltadas para executivos do mercado corporativo.
Atualmente eu faço parte de um seleto time da OTTOBOCK pela ortopedia FOLLOW-UP de Mário César Carvalho, Engenheiro Bio-médico que cuida do meu caminhar.
Muitas coisas aconteceram e muita água já rolou. Eu sinto que tenho duas vidas dentro de uma vida e que de 2003 pra cá eu sou um outro Tulio humanamente falando!
O destino me trouxe pessoas maravilhosas que me fizeram acreditar e apostar todas as possibilidades numa nova vida com novas perspectivas mesmo depois de uma tragédia da qual ninguém está Livre!
Certamente Deus à frente de tudo me colocou ANJOS em forma humana que demarcaram uma trajetória para um homem que por vontade própria estava determinado à superar e ressurgir com uma nova vida ........


segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Rosi Braga e Banda Amplitude


Sábado 20:00 - 11 de out. 2014.

Show da Cantora Rosi Braga e a Banda Amplitude Revival de SG no Bar do Pepe maneiro projeto Terraço Blues na ponta do Francês itaipuaçú Maricá Rio de Janeiro.

A Banda largou nos ouvidos dos habituées do point um Rock de FM com muita qualidade.

Rodrigo Guima caprichou nos clips e Lia C. Fuzato complementou o trabalho com sua Câmera.

A Banda só fêz um ensaio e nos conhecemos tem uns 3 dias.
Deu pra ver que se ficar redondo vai dar pra encarar qualquer GIG de qualidade.

Desejo agradecer aqui ao meu Roadie, produtor amigo, il mio fratello LELLO ROCKER, Pepe, Rodrigo Guimarães e Lia minha mulher.

NÓS TOCAMOS SUA FESTA - CONTRATE: tulio.fuzato@gmail.com

THE BAND:
Alessandro Marlon - ALL GUITARS
Douglas Mytchell - Bass and voices
Rosi Braga - LEAD VOICE
Tulio Fuzato - Drums and voices

MUITAS FOTOS e CLIPS no youTube --------- vamus Lá



























































quinta-feira, 9 de outubro de 2014

sexta-feira, 3 de outubro de 2014

A Saga Musical de um Baterista



Vamos imaginar um músico e o seu dia-à-dia, sua rotina de aulas, trabalhos de Studio, GIGS da night, viagens, apresentações! AFF nada fácil não???

Agora vamos imaginar esse mesmo músico sendo uma PCD.
Sim isso mesmo, um Def. Físico = PCD = pessoa com deficiência!

Quais seriam os obstáculos e as maiores dificuldades para essa pessoa ser bem sucedida na carreira.

Pois então trouxemos do Rio de Janeiro o Músico Baterista Tulio Fuzato.
Tulio é bi-amputado AK BK, Casado com Lia Campos, Publicitário, pai de 6 filhos (sendo 4 entiados).
Ele perdeu as pernas depois de um mal súbito que lhe causou um desmaio à beira da plataforma do metrô no Rio de Janeiro em junho de 2003.
Foi protetizado e voltou à tocar bateria!

Tulio: FALE SOBRE ESTE UNIVERSO da MUSICA e sua determinação em superar os obstáculos.

Eu fui reabilitado na ABBR - Rio, aprendí à andar, voltei à viver, conhecí a Lia (minha mulher), tudo perfeito, mas faltava algo: A música!

Durante algum tempo eu tocava pra eu mesmo, teclado, guitarra, contrabaixo, gravava, etc. Mas o Ritmo mexia comigo eu tinha muitas saudades da "BATERA".
Amigos inconformados diziam que eu deveria voltar à tocar. Eu tinha acabado de ser protetizado e foi sentando no banquinho da bateria e experimentando timidamente um pedal aqui, uma pisada alí, que eu finalmente conseguí dominar os rudimentos simples no bumbo e hi-hat (par de pratos). Conseguí sair tocando.

Os treinos me causavam caimbras, dores, pois mesmo cumprindo a carga de Fisioterapia prevista, eu tinha que fazergrande esforço para acionar o coto Femural; a coxa tocava a perna com o joelho mecânico; o joelho mecânico acionava o Pé protético; e o Pé acionava a sapata do pedal de Bumbo.
Na verdade eu usava 3 novos equipamentos para conseguir Bumbo e contra-tempo na parte inferior da bateria.
Foi dessa habilidade e a força de vontade Férrea que fizemos um show de CLASSIC ROCK numa casa noturna na zona sul do Rio.
Tudo parecia fácil comigo sentado atrás do instrumento. 
As pessoas chegavam, sentavam nas mesas reservadas e nem percebiam que na bateria havia um Def. Físico uma "PCD".
Alguns conhecidos sabiam e ao final invadiam o palco para me abraçar, falar etc ..... aqueles que me viram pela primeira vêz levantando, saindo do instrumento com um par de muletas ficavam estarrecidos pois não acreditavam que uma PCD (pessoa com Deficiência) jamais poderia estar alí tirando aquel som maravilhoso daquela batera com uma bandaça de Rock!

Certamente o mercado musical alternativo da night Carioca passou desapercebido de tudo isso, pois a função do Músico é ensaiar pra tocar perfeito no dia do Show. Até ae nada sério! só que o mundo não é adaptado ou acessivel e isso não poderia ser diferente com STUDIOS, PALCOS, GRAVADORAS, BARZINHOS, etc ....
Se o Musico já tem que "ralar" pra chegar no local levando pratos pesados, stands e caixa; imagina um def. Físico com um par de muletas???? (RISOS).
Escadas, sobrados, palcos com até 60cm de altura sem escadas, etc .... e isso nem chega perto do pré-conceito que se faz das PCD´s.

Certa feita eu estava no Studio "X,Y,Z". O carinha da técnica havia chegado atrazado e todo esbaforido começou à perguntar quem é o batera??? quem é??? Apontaram pra mim, eu que estava recostado numa parede apoiado descançando tranquilamente na muletas.
O rapaz fêz uma cara! arregalou os olhos! se retirou pra dentro da Técnica. Eu sentei na bateria, larguei as muletas, armei os pratos e começamos à ensaiar. 
Ao término do ensaio, o rapaz veio até eu com os olhos marejados, chorando, porque ele jamais teria acreditado que uma pessoa sem as duas pernas poderia um dia sonhar em estar alí como um musico profissional.

Certamente muitos outros fatos se passaram e hoje eu consigo encarar algumas situações de forma natural, mas eu sempre necessito da ajuda de amigos pra montar o kit, levar pratos, etc ... Troquei algumas experiências com Marcelo Yuka e Hebert Viana e aprendí bastante com eles e a forma como hoje encaram a dificuldade de acesso nos PALCOS dessa vida musical.
Além da bateria, um outro instrumento de trabalho é o meu Honda Fit automatico com uma adaptação Cavenaghi.
Eu posso viajar pra tudo que é lado e encarar as GIGS (GIG é trampo musical pago).
Hoje eu tenho a felicidade de ser um dos ENDORSERS da ORTOPEDIA FOLLOW-UP por intermédio do renomado Engenheiro Biomédico Mário Cesar Carvalho e Alex Santos.
Eles cuidam do meu caminhar.

Estou dando aulas, fazendo palestras, drum-Clinics e Workshops.
Toco exclusivamente nos redutos de Blues e Rock!
Me sinto pleno e realizado reconhecido Lá fora como "the amputee drummer".

Deixo uma mensagem:

Niguém está livre de uma "catástrofe" um desastre em suas vidas; sejam fortes sejam PERSEVERANTES e nunca desistam de seus sonhos!
Vão aparecer "anjos" em forma humana no teu caminho!!! ACREDITE!!!
Siga trilhando os caminhos do Bem e da Verdade!!!

Ainda que alguns sumam da tua vida e te reneguem pela falta de Amor ou pelo preconceito; crie você mesmo novas circunstâncias, você tem esse poder!

“Deus nos concede a cada dia uma página de vida nova no livro do tempo. Aquilo que colocamos nela, corre por nossa conta”. Emmanuel  ........... 


tulio.fuzato@gmail.com
FACEBOOK